A história do figurado de Estremoz ainda está por completar. No entanto, em investigações recentes, uma acta de vereação do município local, datada de 10 de Outubro de 1770, deu uma nova luz sobre os bonecos e sobre os seus produtores. Contrariamente ao que era historicamente aceite pela comunidade de investigadores da área das cerâmicas, a arte de fazer Bonecos de Estremoz não era realizada por oleiros da então vila, mas sim por mulheres, as quais eram mesmo chamadas de «boniqueiras». São destas mulheres boniqueiras todas as peças do século XVIII e século XIX que estão no Museu Municipal Prof. Joaquim Vermelho (Estremoz), as quais atestam a sua enorme religiosidade e sensibilidade.
Região: 
Categoria: 
Produtos TradicionaisDecoração